quarta-feira, 2 de maio de 2012

Pacote de biscoito vira prateleira

Adoro notícias sobre reaproveitamento. Aí vai uma para vocês curtirem e se inspirarem.

Coleta seletiva vale a pena!

"Empresas reutilizam materiais para fabricar novos produtos" (vídeo)

Fonte: SPTV

quinta-feira, 31 de março de 2011

Lixeira seletiva (simples e bem legal)

Vi no blog Bem Legaus! essa lixeira e achei de uma simplicidade maravilhosa.
Do tipo, como não pensei nisso antes. rs
Na minha cozinha também tenho lixeira com separação do lixo para coleta seletiva.
Vou mostrar depois a foto da minha, que vendo no mercado e não é cara.

E a pergunta que não pode calar: E VOCÊ faz separação do seu lixo?
Depois que começa vicia e é muito bom saber que está contribuindo para o planeta e a economia.
Sim, economia. Lixo vale dinheiro e muita gente sobrevive dele com dignidade.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Suporte Bicolé - para sacos de mercado

Encontrei em uma revista antiga de decoração a foto do protótipo desse suporte para sacos de supermercado.
O recipiente verde é para lixo orgânico e o amarelo para lixo seco.
As peças de Fátima Bueno são de PVC.

sábado, 8 de maio de 2010

Campanha: pense antes de imprimir

Se você simplesmente imprimi para ler depois qualquer tipo de texto que encontra pela internet e depois joga,  fora (sem dó) a pilha de papel, muitas vezes sem nem ter lido nada, peço apenas que pense um pouco antes de continuar repetindo essa atitude.

Que tal imprimir só o que for realmente necessário?
Que tal guardar esses papéis para serem usados como folha de rascunho depois que os textos já tiverem sido lidos?

Confira a imagem e o texto abaixo e depois pense novamente no que escrevi.

Obrigada! 

Impressões mais verdes e econômicas

Redação Planeta Sustentável 10 de julho de 2008
Você já deve ter reparado que nas reportagens publicadas no Planeta Sustentável há um botão, ao final do texto, com a opção para guardar o conteúdo em vez de imprimi-lo.
Dessa maneira, economiza-se papel – e árvores – e não se precisa respirar substâncias tóxicas eliminadas pelos cartuchos de tinta – que fazem tão mal quanto um cigarro.
Mas e quando não há jeito? Quando se precisa mesmo ter uma versão impressa daquele conteúdo? Principalmente em páginas da internet, é muito comum se encontrar o conteúdo ao lado de material indesejado, como propaganda e links desnecessários para a versão em papel – claro! -, que só desperdiçam folhas. Para resolver esse problema, há um programinha para ser baixado chamado GreenPrint (só para Windows).
Com o aplicativo, se pode escolher e excluir as páginas indesejadas, criar arquivos em PDF rapidamente e medir quantas folhas foram economizadas e quanto dinheiro deixou de ser gasto graças às páginas não impressas. Um belo jeito de medir o seu (não) impacto ao meio ambiente. Os criadores do programa fizeram essa versão gratuita (há mais duas versões pagas) com o intuito de salvar mais de 100 milhões de árvores e reduzir em cerca de 300 milhões de toneladas a emissão de gás carbônico.
Mesmo sendo um pouco pesado (22 mb!), a intenção já vale a pena, embora a versão gratuita também mostre algumas propagandas indesejadas…

quinta-feira, 6 de maio de 2010

O que é melhor fazer com o papel higiênico?

Você sabia...?
Se no seu bairro há sistema de esgoto e o papel higiênico que você usa for daqueles macios, de folha dupla, é ecologicamente melhor que você os jogue na privada e assim economize o saquinho de plástico da lixeira.

Leia abaixo a explicação completa publicada na revista Super Interessante:

O que é mais ecologicamente correto: jogar o papel higiênico no lixo ou na privada?

TEXTO SILVIA HAIDAR

Se o papel for fino, daqueles macios, de folha dupla, que se dissolvem na água, jogue-o na privada. Quando passar pelo sistema de tratamento de esgoto, ele será filtrado e, juntamente com os outros resíduos sólidos, levado a um aterro sanitário – que é pra onde ele iria se você o tivesse jogado no lixo. A diferença é que, nesse processo, você economiza  em saquinhos plásticos para embalar o lixo. Eles, sim, fazem muita diferença para o ambiente: enquanto o papel leva 4 meses pra se degradar, o saquinho leva cerca de 40 anos.

Agora, se o papel que você usa não é dos melhores, o jeito é jogá-lo no lixo mesmo. Apesar de não ser capaz de, sozinho, bloquear o fluxo de água na rede de esgoto, seus resíduos podem piorar entupimentos já formados durante o percurso rumo à estação. O mesmo vale para cidades em que não há tratamento de esgoto: nesse caso, o papel vai direto para os rios, contribuindo para a poluição das águas.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Design sustentável nascido na feira livre

Reproduzo aqui o post que recebi por e-mail da Vila do Artesão para divulgar essa ótima idéia. Parabéns!


Armário da Linha José de Maurício Arruda
Bacana demais quando um profissional brasileiro ganha espaço e reconhecimento em sites internacionais por projetos com a cara do nosso país. Assim tem sido com Maurício Arruda, arquiteto formado em Londrina-PR, com sua coleção de móveis com design sustentável, intitulada José. Essa semana seu trabalho voltou a ser mencionado por um site de design, o Dezeen.

Aparador com caixotes plásticos da Linha José

A Linha José criada por Maurício, foi toda inspirada em feiras livres, onde as mercadorias são transportadas dentro de caixotes plásticos, o item multiuso da coleção. Segundo Maurício, ao invés de gavetas que são fixas, o uso de caixotes abre a opção de transportar mais facilmente os objetos armazenados nos armários da linha. Você pode ir ao supermercado com o caixote e já chegar em casa com as coisas prontinhas para irem direto ao armário.

Mini-aparador da Linha José com madeira Teka

Além dos caixotes, que são feitos de plástico reciclado, a estrutura de madeira é pensada para obter o máximo aproveitamento das chapas, e usam madeira Teka de florestas manejadas. E para arrematar o design da linha, ainda buscando o ambiente das feiras, os pés dos móveis imitam o desenho dos carrinhos dos carregadores.
Bom, eu pessoalmente gostei demais do design inusitado e despojado das caixas plásticas. O conjunto ficou equilibrado e perfeito. Tudo a ver com a necessidade que temos de simplificar nossas vidas e tornar tudo verdadeiramente prático, concordam?
Quem quiser ver mais fotos é só conferir o blog do Maurício Arruda.
==
Fonte: Vila do Artesão

Loading...